mãe - Brasil - iG" /

Bolsa-Família: Lula diz que governo tem papel de mãe

Prevendo ataques dos “críticos da oposição”, que veem viés eleitoral no reajuste do Bolsa-Família, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu ontem em defesa do programa. Em discurso inflamado feito durante inauguração de uma escola técnica federal em Campina Grande, o presidente ressaltou a necessidade de melhor distribuição de riquezas e afirmou que “o papel do governo federal é o de uma mãe”.

Agência Estado |

Ontem, em ato falho, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, revelou que o Bolsa-Família será reajustado em 10% a partir de setembro.

Lula chamou ao palanque uma aluna da escola técnica beneficiada pelo programa. Isabela Oliveira de Araújo, de 17 anos, subiu acanhada. Mas se emocionou quando o presidente passou a contar sua história. “Dê oportunidade, com professores que qualquer filho de elite teve nesse País, para ver como é possível que uma menina dessas, praticamente abandonada pelos pais, criada por uma tia, que recebe uma bolsa de R$ 180 para poder comer, tem futuro”, disse o presidente.

Além de receber o Bolsa-Família, Isabela ganhou uma bolsa para estudar mineração. “O que nós estamos fazendo é tentar equiparar o Brasil para que a gente seja um País em que todos tenham igualdade de oportunidade”, completou. O anúncio do reajuste do Bolsa-Família deve ser feito na sexta-feira pelo presidente Lula, em Belo Horizonte (MG). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG