Milhares de ativistas, ambientalistas e cientistas estrangeiros deverão visitar a Bolívia em abril para uma conferência sobre mudanças climáticas, estima o governo local. O chanceler boliviano, David Choquehuanca, comentou na noite de ontem que cerca de 5.

000 estrangeiros deverão participar do fórum de três dias, marcado para começar em 20 de abril em Cochabamba.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou no mês passado que convidaria ativistas, cientistas e funcionários de governos de diversos países para uma conferência climática alternativa depois de uma badalada cúpula realizada no fim do ano passado em Copenhague não ter levado a nenhum acordo legalmente vinculante. Entre os temas, disse o chanceler, os participantes discutirão uma "proposta de direitos universais da mãe terra".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.