O boletim de atendimento do deputado estadual paranaense Fernando Ribas Carli Filho (PSB), feito pelo Corpo de Bombeiros, aponta que o parlamentar apresentava hálito etílico no momento do acidente em que morreram duas pessoas, na semana passada, em Curitiba.

Divulgação
Carli Filho segue internado
Cópia do documento foi apresentado pela TV Paranaense, retransmissora da Rede Globo. O Hospital Evangélico de Curitiba informou que recebeu somente nesta quarta-feira o pedido da Polícia Civil, remetido ontem, para fazer exame do índice de álcool no sangue. O hospital adiantou que está rastreando para ver se ainda há sangue do deputado no sistema para realizar o exame.

O advogado da família de um dos mortos no acidente protocolou pedido de cassação do mandato do parlamentar na Assembleia Legislativa. Mesmo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por excesso de multas, Carli Filho se envolveu no acidente que deixou dois mortos na madrugada de quinta-feira. No domingo, ele foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e está internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado do Paraná informou que a colisão aconteceu em uma esquina, quando o veículo dirigido pelo deputado se chocou contra um carro. Os dois ocupantes do automóvel atingido pelo veículo do parlamentar, Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, morreram no local.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná informou que duas testemunhas teriam presenciado o acidente. Uma delas estaria trafegando atrás do Honda Fit e a outra mora na esquina onde ocorreu o choque entre os veículos. Também foram ouvidos pela polícia o dono do restaurante e os garçons que serviram o deputado momentos antes da colisão.

Quanto a uma suposta velocidade alta sendo marcada no velocímetro do veículo no momento da colisão, os responsáveis pelo caso dizem que, até o momento, não há testemunhas que afirmem isso.

A Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) instaurou inquérito para investigar as causas do acidente. Mas pelo fato do deputado possuir foro privilegiado, o inquerito foi encaminhado ao Tribunal de Justiça do Estado.

Deputado que causou acidente tem 30 multas

Leia também:

Leia mais sobre: acidente de trânsito - deputado Carli Filho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.