Tamanho do texto

Ameaçar a China com um boicote aos Jogos Olímpicos de Pequim para que intervenha para conter a violência na região sudanesa de Darfur seria excessivo, declarou o ator norte-americano George Clooney ao jornal espanhol El País, que publicou a entrevista neste sábado.

"Parece-se excessivo boicotar os Jogos porque a China faz negócios em Darfur. É mais importante manter sempre uma linha de comunicação aberta", comentou Clooney, de 46 anos ao diário espanhol.

Clooney se tornou uma das personalidades mundiais que mais se mobilizou pelo fim da violência em Darfur, após produzir um documentário nesta região no ano passado.

Com seus colegas Brad Pitt, Matt Damon e Don Cheadle montou uma organização não governamental, Not on Our Watch (Não Diante de Nossos Olhos), para chamar a atenção do mundo para o drama de Darfur.

ds/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.