Bloqueio de índios em rodovia do MA já dura 3 dias

Eles protestam contra a falta de verbas para o transporte escolar de indígenas

AE |

selo

Índios da etnia guajajaras mantêm interditado, desde domingo, um trecho da Rodovia BR-226 perto da cidade de Barra do Corda, no Maranhão. Eles protestam contra a falta de verbas para o transporte escolar de indígenas. Em repúdio ao protesto, caminhoneiros também iniciaram, nesta manhã, um bloqueio no trecho da estrada entre os municípios de Barra do Corda e Jenipapo dos Vieiras.

A tensão provocou, anteontem, uma troca de tiros entre os índios e o delegado da Polícia Civil Edmar Gomes Cavalcanti. O delegado e cinco indígenas ficaram feridos. A área do protesto fica dentro de uma reserva indígena. O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão, por meio do procurador da República José Leite, requisitou a presença da Fundação Nacional do Índio (Funai) e o deslocamento da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal para a região.

O procurador da República Alexandre Soares já havia acionado, por meio de ação civil pública, o Estado do Maranhão pelas irregularidades no transporte escolar indígena. A Justiça Federal determinou, em liminar, que o Estado prestasse de forma contínua os serviços de transporte escolar aos indígenas, sob pena de multa.

    Leia tudo sobre: NACIONALGERAL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG