SANTA CATARINA ¿ Os sites de relacionamento e as páginas pessoais, como blogs e twitter, ganharam uma nova função nas últimas semanas. Preocupados com a tragédia provocada pelas chuvas no Estado de Santa Catarina, jovens universitários criam páginas na web para auxiliar a população a encontrar parentes e amigos desabrigados.

Acordo Ortográfico

O nome de uma dessas páginas na internet resume a função da ferramenta: " Blog Desabrigados de Itajaí ". Criado por Alexandre Reis Felipe, estudante do curso de arquitetura da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), o blog publica listas de desabrigados, desalojados e o nome de vitmas que já foram acolhidas em casas de amigos e parentes. Em três dias de existência, o blog já computou mais de 25 mil acessos.

O jovem aspirante a arquiteto percebeu que, além de doações, as pessoas da cidade precisavam de informação. "À medida que as vítimas das enchentes dos rios Itajaí Açu e Itajaí Mirim começaram a chegar ao alojamento da Univali, percebemos que as pessoas tinham a necessidade e ansiedade de encontrar e obter notícias sobre familiares, amigos e conhecidos", diz o texto que justifica a criação do blog.

Para que o trabalho surtisse efeito rapidamente, o garoto chamou amigos e professores para colaborar. A estudante de jornalismo Larissa Luise Tietjen é uma das responsáveis por monitorar os e-mails que o blog recebe diariamente, percorrer abrigos em busca de listas e nomes de vitimas e fazer o intercambio de informação com a imprensa local. Segundo ela, quando foi convidada para participar, a função seria escrever reportagens para o site. Porém, em poucos dias, a iniciativa - até então pontual- ganhou outros contornos e responsabilidades. "Eu entrei para escrever pequenos textos sobre o restabelecimento dos serviços básicos da cidade e fui ficando pra ajudar a moderar as centenas de comentários que buscam por desabrigados. Auxílio na atualização das listas e estou o tempo todo fazendo contato com as rádios e TVs", explica a garota.

Bem relacionados com as ferramentas da internet, a criação do Blog Desabrigados de Itajaí, segundo o grupo, foi a maneira encontrada para atender a demanda da cidade . Além dos três estudantes - dois do curso de jornalismo e um de arquitetura -, uma professora da universidade e outros dois amigos ajudam a manter a página atualizada 24 horas por dia. "Todos nós já somos 'blogueiros', cada um na sua área. Foi a maneira que encontramos de colaborar, pois a internet estava funcionando nas nossas residências e estávamos aflitos pra ajudar de alguma maneira", relata Larissa. Os jovens aproveitaram o "privilégio" de não terem suas casas alagadas para levar informação a familiares distantes e auxiliar até mesmo órgãos públicos. Larissa diz que, nos últimos dias, a Defesa Civil de Santa Catarina estava utilizando informações do blog.

O idealizador do site mora no bairro Fazenda, um dos menos atingidos pelas chuvas. Larissa reside no bairro Cordeiros, segundo ela um dos mais populosos da cidade - com mais de 35 mil habitantes atingidos pelas enchetes. A garota ainda comenta que, em algumas regiões, a água passou dos 2 metros e meio de altura. O esforço do grupo ainda não teve um resultado mensurado. Eles afirmam que só ficam sabendo se conseguiram colocar parentes em contato com as vitimas quando recebem um e-mail de agradecimento.

A iniciativa do grupo de Itajaí não está isolada no mundo virtual. O blog " Notícias de Blumenau " se define como uma pagina coletiva com informações da cidade. Criado por Fabrito, o site conta com uma equipe de quatorze pessoas, responsáveis por monitorar 24 horas por dia e divulgar os últimos acontecimentos. O rapaz revela que já é o terceiro blog da wordpress mais acessado do mundo e lidera o ranking de visitas no Brasil: 300 mil visitas somadas em dois dias.

A última atualização postada no site encabeçava uma nova campanha. O grupo desenvolveu um logo com as inscrições "Eu amo Blumenau" e busca donos de serigrafias, gráficas, empresa de outdoor para disseminar a idéia pela cidade. "Vamos espalhar essa mensagem nos carros, nas vitrines, em nossas ruas.A marca pode ser reproduzida gratuitamente, desde que seja distribuída da mesma forma.", afirma.

Além dos blogs, outra ferramenta que tem colaborado com a propagação de notícias e serviços sobre Santa Catarina é o Twitter. O participante tem 140 caracteres para repassar uma informação de interesse pessoal ou coletivo para a rede de contatos. No ícone de buscas da página, a tragédia é um dos temas mais divulgados. A velocidade e o alcance das notas, colaboram para que informações relevantes - como doar mantimentos ou valores em dinheiro para os desabrigados do sul - sejam disseminadas dentro e fora do País. Os principais assuntos procurados são:

O site de relacionamento Orkut é outra forma encontrada pelos internautas para prestar algum tipo de serviço ou apenas solidariedade às vítimas das enchentes. Comunidades de moradores das cidades de Santa Catarina divulgam notas de apoio as famílias e se organizam para arrecadar doações.

Leia também:

Vídeos

Leia mais sobre: Santa Catarina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.