Falhas na subestação de energia Luiz Gonzaga, no município de Jatobá (PE), causaram o apagão

O blecaute que atingiu pelo menos oito do Nordeste, na madrugada desta sexta-feira, causou transtornos aos moradores em Recife, capital pernambucana. De acordo com o Major Ricardo Sentes, gerente adjunto do Centro de Operações da Secretaria de Defesa Social, foram registradas ocorrências isoladas de vandalismo e tentativas de assalto.

Em Olinda, na região metropolitana do Estado, um grupo ateou fogo em pneus na avenida Presidente Kennedy, uma das mais movimentadas da cidade.

Também foi registrada uma "inquietação" nos presídios, o que demandou um reforço policial nos arredores destes centros prisionais. Segundo o major, o comportamento foi provocado, sobretudo pelo calor dentro das celas, que necessitam de ventiladores para aplacar as altas temperaturas. 

Rebelião

Um detento morreu e outro ficou gravemente ferido no Presídio Aníbal Moura, em Recife (PE), durante o blecaute que atingiu todos os Estados do Nordeste.

No pavilhão D do presídio, que é o maior do estado, Robert Taylor Rodrigues de Morais atacou Tiago Henrique Morais da Silva com uma faca artesanal, que morreu em decorrência dos ferimentos.
Outro detento, Alexandre Gomes da Silva, foi ferido a tijoladas e está internado no Hospital da Restauração. Ele não corre risco de morte.

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização do estado, a situação no presídio está sob controle. O Aníbal Bruno possui capacidade para 1.400 vagas, mas está atualmente com população superior a 4.000 homens.

Pane em atendimento de emergência

A reportagem levou cerca de cinco minutos para ser atendida pela central de emergência da Polícia Militar e não conseguiu contato com a Defesa Civil ou prontidão da Celpe (Companhia Elétrica de Pernambuco). Nos dois últimos telefones de emergência, apareciam gravações afirmando que os telefones estavam ocupados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.