Bjorkman se despede do tênis após derrota em Xangai

O sueco Jonas Bjorkman fez nesta sexta-feira, em Xangai, sua última partida como tenista profissional. Jogando ao lado do zimbabuano Kevin Ullyett, ele foi eliminado da Masters Cup pelos poloneses Mariusz Fyrstenberg e Marcin Matkowski, e encerrou a carreira, aos 36 anos.

Agência Estado |

Apesar da derrota, o ex-número 4 do ranking de simples não lamentou a forma como terminou sua trajetória no esporte. "É ótimo encerrar a carreira no maior torneio do ano. Eu queria jogar mais um dia, ou dois, mas não se pode ter tudo", afirmou.

Dono de seis títulos de simples, Bjorkman destacou-se ainda mais nas duplas. Foram 54 conquistas, incluindo nove nos Grand Slams, principais torneios do esporte - o sueco tem três títulos do Aberto da Austrália, três de Wimbledon, dois de Roland Garros e um do US Open.

Entre seus principais companheiros, destacam-se o também sueco Jan Apell, os australianos Patrick Rafter e Todd Woodbridge, o bielo-russo Max Mirnyi e Ullyett, com quem conquistou seus duas últimas taças, no ATP de Estocolmo e no Masters Series de Paris.

Agora aposentado, Bjorkman promete dar mais atenção aos filhos Max e Bianca. E também aos amigos. "Perdi o casamento de vários deles, e várias festas também. Agora poderei fazer parte disso um pouco mais", afirmou o agora ex-tenista, que já sabe do que vai sentir saudade no circuito. "O vestiário é um lugar único. As conversas fiadas que aconteciam por lá farão falta."

O fato de aposentar-se aos 36 anos, uma idade avançada para a maioria dos tenistas, tem uma vantagem, segundo o sueco. "Terei uma grande vantagem, porque já posso jogar torneios de veteranos", brincou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG