Bióloga que contraiu malária no Gabão é enterrada

A bióloga amazonense Fabiane Lima de Oliveira, de 27 anos, que morreu de um tipo raro de malária na última terça-feira no Gabão, na África, foi enterrada nesta tarde em Manaus. A bióloga estava na África havia dois meses fazendo pesquisa de campo para seu trabalho de ingresso no doutorado na Inglaterra.

Agência Estado |

O translado do corpo foi pago pelo governo do Gabão.

Segundo a irmã de Fabiane, Fernanda Lima, ela teria revelado ao namorado em Manaus, por telefone, que estava com a doença, mas tinha começado o tratamento antes de ingressar no parque ecológico, onde estava havia duas semanas coletando amostras do solo. Ela não teria informado sua família ou a equipe de pesquisadores que estava com ela no parque sobre a doença.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG