Biógrafo diz que grande amor de Michael Jackson foi Lisa Marie Presley

Los Angeles (EUA.), 5 ago (EFE).

EFE |

- O grande amor de Michael Jackson foi sua primeira mulher, Lisa Marie Presley, ou pelo menos é o que afirmou o biógrafo do cantor J. Randy Taraborrelli à emissora "CBS".

O "rei do pop" queria que Lisa Marie fosse a mãe de seus filhos, mas ela resistiu porque considerava que o casamento não era sólido o suficiente, afirmou Taraborrelli ao apresentar a atualização da biografia "Michael Jackson - A Magia e a Loucura".

A atriz, segundo o autor do livro, temia ter que travar uma batalha pela guarda das crianças caso os dois se divorciassem, como acabou acontecendo.

Michael Jackson e Lisa Marie Presley se casaram em 1994 e se divorciaram dois anos depois.

Em suas declarações, Taraborrelli afirmou que os últimos anos do astro foram os mais felizes de sua vida, já que voltou a atenção para os filhos sem se pressionar para ser o primeiro da lista de sucessos.

O biógrafo explicou que conheceu o cantor há 40 anos através de Diana Ross, cujo fã-clube presidia.

Ele acrescentou que Katherine Jackson, mãe do artista, nunca conheceu pessoalmente Debbie Rowe, a mãe de dois dos filhos de Michael, e que o cantor nunca teve intenção de se casar com ela, mas que acabou aceitando isso pela pressão de sua família e de seus fãs.

Por fim, afirmou que Michael Jackson é realmente o pai biológico de seus filhos.

O ator teve três filhos: Prince Michael, de 12 anos, Paris Michael, de 11 anos, e Prince Michael II, apelidado de "Blanket", de 7 anos, cuja mãe não foi identificada. EFE mg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG