A partir de hoje, o bilhete unitário para o metrô de São Paulo e para os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) passa de R$ 2,40 para R$ 2,55, aumento de 6,3%. O governo do Estado afirma que o aumento está abaixo da inflação medida pelo IPC da Fipe - índice usado para corrigir as tarifas públicas.

Também passam a vigorar reajustes nas tarifas de ônibus intermunicipais das regiões de São Paulo (7,45%), Campinas (9,18%) e da Baixada Santista (8,6%). Igualmente há aumento nas linhas do Corredor Metropolitano ABD (São Mateus-Jabaquara): as tarifas passam de R$ 2,30 para R$ 2,55.

O bilhete para o uso integrado entre ônibus e os trens do Metrô e da CPTM aumenta de R$ 3,65 para R$ 3,75. Mas há novas modalidades de tarifas. O Cartão Fidelidade dá direito a 8 ou 50 viagens, com desconto. A primeira opção vai custar R$ 19,60 ou R$ 2,45 por viagem. O cartão de 50 vai custar R$ 112,50 ou R$ 2,25 por viagem. Desde março de 2007, já existe o modelo com 20 viagens, que agora custa R$ 47. Também haverá reajuste para o cartão lazer, chamado BLA - usado nos fins de semana -, que passa a custar R$ 21,50. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.