Beto Guedes leva fãs ao delírio no encerramento da Virada no Teatro Municipal

SÃO PAULO ¿ O encerramento da Virada Cultural no Teatro Municipal foi um show dedicado aos fãs. No início da noite deste domingo (03), Beto Guedes se apresentou para uma plateia que, se não estava lotada, era constituída em sua maioria por ardorosos conhecedores de sua obra. Na ocasião, tocou quase na íntegra o álbum Alma de Borracha (1986) e sucessos que deixaram o público sorrindo de orelha a orelha.

Marco Tomazzoni |

Marco Tomazzoni

Beto Guedes fez a alegria dos fãs, que compareceram em peso ao Teatro Municipal

Franzino, cabelos grisalhos e usando óculos, Beto deu início aos trabalhos tocando justamente "Alma de Borracha", música que dá nome ao disco, que vendeu 200 mil cópias em seu lançamento e é um recorde na carreira do autor. Acompanhado pelo filho Gabriel na guitarra solo e de outros três instrumentistas, Beto ainda tocou "Tudo em Você" antes de fazer a ressalva ¿ não ia tocar as faixas do álbum porque "não fazia sentido", já que nem todos seus parceiros estavam ali, como Dalto, co-autor de "Calor Humano".

O volume baixo no microfone e uma falha recorrente no amplificador de Beto prejudicaram um pouco a noite, mas nada que arrefecesse o ânimo dos fãs, sempre eles. Gritos de "maravilhoso", "lindo" e " te amo, Beto" eram constantes nos intervalos e cada música tinha recepção de hit radiofônico. O cantor mineiro também ajudava: ao final de "Choro de pai", ao final dos versos "quem me disse pra não chorar / chorou e me faz chorar", emendou "São Paulo". Foi o suficiente para uma ovação.

O sentimento se estendeu por "Feira Moderna", "Lágrima de Amor", "Gabriel" e "Quando Te Vi", ainda mais que o público se soltou e, além de aplaudir efusivamente, cantava junto com Beto. O libelo ecopacifista "O Sal da Terra" fechou a primeira parte do show e Beto saiu de cena ovacionado.

Aceso, o público continuou aplaudindo muito, mas nada do músico reaparecer. Os fãs insistiram, bateram pé e ele veio, estremecendo o Municipal. Uma fã não resistiu, invadiu o palco e deu um abraço apertado no ídolo, que retribuiu, sorridente. De brinde, Beto tocou dois megasucessos: "Paisagem da Janela" e "Coração Americano". De pé, a plateia dançou nos corredores, bateu mais palmas e acompanhou na garganta os hits. Feliz da vida, Beto entregou a guitarra a um roadie e saiu de cena saltitando, em uma noite generosa.

Leia mais sobre: Virada Cultural

    Leia tudo sobre: virada culturalvirada cultural 2009

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG