Berzoini orienta senadores a votarem por arquivamento

Os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e João Pedro (PT-AM) votarão pela manutenção do arquivamento das denúncias apresentadas contra o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) e contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) no Conselho de Ética. Os senadores do PT receberam um e-mail do presidente nacional do partido, Ricardo Berzoini, orientando esse posicionamento.

Agência Estado |

"Oriento os senadores do PT que fazem parte do Conselho de Ética que votem pela manutenção do arquivamento das representações em relação aos senadores representados, como forma de repelir essa tática política da oposição, que deseja estabelecer um ambiente de conflito e confusão política, no momento em que os grandes temas do Brasil, como o marco regulatório do pré-sal e as estratégias para a superação da crise internacional são propostos pelo presidente Lula, como pauta para o necessário debate nacional", afirma a nota.

O líder do PT, Aloizio Mercadante, tem direito a indicar quatro membros do Conselho de Ética. Como titulares estão os senadores Inácio Arruda (PCdoB-SE) e João Pedro (PT-AM). Nas duas vagas em aberto votarão os suplentes que, pela ordem, são: Delcídio Amaral, Ideli Salvatti, Eduardo Suplicy e Augusto Botelho. A senadora Ideli ainda não chegou à reunião. Caso ela não participe, o senador Eduardo Suplicy terá direito a voto. Ele já antecipou à Agência Estado que não seguirá a orientação do partido. "A orientação que recebi foi para que votasse com minha consciência e eu sou a favor dos recursos", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG