Berzoini diz que não pedirá mandato de Marina Silva

O presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), afirmou nesta quarta-feira que não vai pedir à senadora Marina Silva (sem partido-AC) que entregue à legenda seu mandato de senadora. Agora que Marina apresentou seu pedido de desfiliação, de olho em uma candidatura presidencial pelo PV, o PT tem base legal e estatutária para pedir que seja aplicada a regra da fidelidade partidária.

Agência Estado |

"O estatuto do PT prevê que os mandatos pertencem ao partido e isso ganhou força com o posicionamento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre o assunto", reconheceu Berzoini.

"Apesar disso, tendo em vista a maneira como ela dialogou com o partido, as alegações dela sobre as angústias pessoais em relação à política, na minha opinião pessoal, seria inadequado fazer esse pedido judicial."

Berzoini admitiu que sua decisão de não cobrar o mandato de Marina não significa necessariamente que o assunto deixará de ser debatido pelas instâncias partidárias. "Mas eu não vou propor, nem sinto no PT um clima para que se proponha", prosseguiu o dirigente.

Leia também:

Leia mais sobre: crise no Senado

    Leia tudo sobre: marina silvaptricardo berzoini

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG