Ficou para segunda-feira a definição de formas de compensação às prefeituras por causa da redução dos repasses federais do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). De acordo com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que participou hoje de reunião para tratar do tema com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros ministros, ainda não foi fechada uma proposta para atender as prefeituras.

Segundo ele, "Lula não gostou" do formato com as soluções apresentadas na reunião de hoje. Diante disso, informou o ministro, serão feitas novas planilhas para se tentar encontrar uma melhor solução.

Bernardo informou que na segunda-feira, na reunião de coordenação política, os ministros esperam apresentar uma nova solução, que seria, em seguida, apresentada numa reunião do conselho político. A ajuda, disse Bernardo, vai se concentrar nos municípios onde o FPM tem maior peso. Mas, afirmou, o governo também está buscando saída para grandes municípios e Estados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.