O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje que o governador de São Paulo e possível candidato à Presidência da República, José Serra (PSDB), deve ter percebido a importância do assunto ao resolver se manifestar hoje sobre a emenda Ibsen, aprovada pela Câmara e que determinou a distribuição igualitária por Estados e municípios dos recursos gerados pela exploração do petróleo. Bernardo defendeu a importância da manifestação sobre o assunto por parte dos governadores.

Ele lembrou que o governo federal fez um acordo com os governadores que foi referendado pelos líderes dos partidos. "Eu não sei o que mudou para o pessoal votar outro texto lá (na Câmara)", comentou Paulo Bernardo após participar de uma cerimônia de comemoração dos 39 anos da Secretaria do Orçamento Federal (SOF) do Ministério do Planejamento.

Ao ser indagado sobre se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetará a emenda caso o Senado mantenha o texto aprovado pela Câmara, Bernardo disse que é preciso aguardar primeiro a decisão do Congresso antes de fazer comentários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.