O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, afirmou que houve uma discrepância muito grande entre o conteúdo do depoimento que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, prestou ontem aos senadores da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura e o conteúdo do discurso adotado pelos oposicionistas. A ministra Dilma veio aqui (ao Senado) discutir os projetos do governo para o País, e a oposição estava querendo discutir miudezas: a tapioca, o gasto miúdo, disse Bernardo ao sair o Senado.

O ministro reforçou que Dilma compareceu à comissão para falar sobre o andamento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e senadores da oposição a questionaram sobre a suspeita de que ela teria elaborado um dossiê sobre gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com cartões corporativos. "Portanto", completou Paulo Bernardo, (o debate na comissão) ficou desigual, no sentido de que eles (da oposição) não tinham um projeto para contrapor."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.