Bento 16 assina decreto de beatificação de Irmã Dulce

Para ser considerada beata, foi necessária a comprovação da existência de um milagre atribuído à religiosa

Reuters |

O papa Bento 16 assinou nesta sexta-feira a promulgação do decreto de beatificação de Irmã Dulce, último passo antes da canonização, confirmou a associação Obras Sociais Irmã Dulce. O processo para a beatificação de Irmã Dulce foi iniciado em 2000.

AE
Fiéis fizeram vigília pela beatificação de irmã Dulce em junho deste ano
No fim de outubro, por meio de uma nota oficial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o cardeal arcebispo de Salvador, dom Geraldo Majella Agnelo, já havia anunciado a decisão sobre a beatificação de irmã Dulce

Com a beatificação, o Vaticano reconheceu um milagre que teria ocorrido por intercessão de Irmã Dulce. É necessária a confirmação de um segundo milagre para que a beata vire santa.

Se canonizada, ela pode se tornar a primeira santa de nacionalidade brasileira. Madre Paulina, canonizada em 2003, viveu no Brasil, mas era italiana de nascimento.

Irmã Dulce morreu em março de 1992, aos 77 anos, após dedicar grande parte de sua vida ao atendimento à população carente de Salvador.

Com a assinatura, a religiosa se torna a primeira beata baiana, ficando a apenas um passo da canonização, quando poderá ser considerada santa. Para ser canonizada, será necessária a comprovação de mais um milagre, que também devera ser reconhecido pelo Vaticano. "Mesmo não sendo uma surpresa, pois esperávamos a assinatura do papa até o dia 15, ficamos muito felizes. Esse é um dia de muita alegria para nós. Agora podemos começar a preparar uma festa para os devotos de Irmã Dulce, como ela merece", disse superintendente de Obras Sociais de Irmã Dulce, Maria Rita Pontes.

A data prevista, que ainda depende da aprovação do Vaticano, é o dia 22 de maio de 2011, um domingo, dia dedicado a Santa Rita de Cássia, de quem a freira leva o nome. Com expectativa de um público estimado em 50 mil pessoas, a cerimônia, que deverá ser presidida por Dom Geraldo, vai ser realizada no Parque de Exposições, em Salvador.

Maria Rita já tem audiência marcada com o governador Jaques Wagner (PT-BA) na próxima semana, para discutir a ajuda financeira e de logística que espera receber do governo para as comemorações. "As obras não têm condições de custear a festa sozinha." Ela pretende apelar ainda para o senador e ex-presidente José Sarney (PMDB-AP). "Como ele apoiou a eleição da presidente eleita, Dilma Rousseff, e se diz devoto de Irmã Dulce, espero que ele nos ajude e interceda por nós junto a ela."  

* com informações da Reuters e Agência Estado

    Leia tudo sobre: DULCEbEATIFICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG