Benicio del Toro e Penélope Cruz darão brilho aos prêmios Goya

MADRI ¿ A 23ª edição dos prêmios Goya do cinema espanhol, que será realizada este domingo em Madri, dividirá suas exigências entre a batalha cinematográfica de Os Girassóis Cegos e Só Quero Caminhar e o desfile de estrelas de um lado e outro do Atlântico, como Penélope Cruz e Benicio del Toro.

EFE |

"Os Girassóis Cegos", de José Luis Cuerda e ambientado no pós-guerra espanhol, parte como favorito para esta festa com 15 indicações, seguido de "Só Quero Caminhar", de Agustín Díaz Yanes e rodado na Cidade do México, com 11 nominações.

A atriz Carmen Machi, conhecida por seu papel na bem-sucedida série de televisão "Aída", será a encarregada de dirigir uma cerimônia que começará às 21h30 (18h30 de Brasília) e que vai acontecer no Palácio de Congressos de Madri.

Nela, o "glamour" sobre o tapete de boas-vindas estará garantido com as confirmadas presenças de Penélope Cruz - que aspira a um Goya e a um Oscar como atriz coadjuvante por "Vicky Cristina Barcelona", de Woody Allen - e o ator porto-riquenho Benicio del Toro, que pode levar o prêmio por "Che, o argentino", de Steven Soderbergh.

Também candidatos por seus papéis de protagonista e coadjuvante respectivamente em "Só Quero Caminhar", não confirmaram presença os mexicanos Diego Luna e José María Yazpik, enquanto algumas das figuras destacadas do cinema espanhol atual estão entre os aspirantes: Maribel Verdú e Ariadna Gil - na categoria de melhor atriz - e Javier Cámara e Raúl Arévalo, para melhor ator.

A polêmica poderia chegar no caso de "Caminho", aspirante a sete prêmios e dirigido por Javier Fesser, ficasse com o prêmio de melhor filme por seu retrato do Opus Dei, enquanto o quarto filme que aspira a esse prêmio - e a outros cinco mais - é "Os Crimes de Oxford", de Álex de la Iglesia, rodado em inglês segundo o livro do escritor e matemático argentino Guillermo Martínez.

Os quatro finalistas ao prêmio máximo colocam também a seus diretores no terno de sua categoria, enquanto Verónica Echegui - por "O Pátio da Minha Prisão"- e Carme Elías - por "Caminho" - completam o quadro de indicadas ao prêmio de melhor atriz.

"Caminho" e "Só Quero Caminhar" poderiam ficar com a estatueta de melhor roteiro original, junto a "Cinzas do Céu" e "Retorno a Hansala", enquanto o prêmio de melhor roteiro adaptado pode ficar com "Os Girassóis Cegos", "Os crimes de Oxford", "Che, o argentino" e "Uma Palavra Tua", dirigido por Ángeles González Sinde.

Na categoria que os prêmios Goya dedica ao cinema hispano-americano, estão o mexicano "Lake Tahoe", de Fernando Eimbcke; o uruguaio "Acne", de Federico Veiroj; o chileno "A Boa-vida", de Andrés Wood, e o colombiano "Cachorro come Cachorro", de Carlos Moreno.

Além disso, a figura do músico cubano Bebo Valdés também terá uma presença especial, pois o documentário dirigido por Carlos Caracas sobre sua figura, "Old Man Bebo", compete em sua respectiva categoria.

Outros atores que participam da festa sem o nervosismo da competição serão Paz Vega, Goya Toledo e José Coronado, enquanto o que está assegurado, pois recebe o Goya de Honra, é o diretor de cinema de série B Jesús Franco.

    Leia tudo sobre: benicio del torogoyapenelope cruz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG