SÃO PAULO ¿ A presença do astro Benicio Del Toro é o grande trunfo do encerramento da 32ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O ator estará presente nas duas sessões de Che desta quinta-feira (30), às 19h, no Unibanco Arteplex, para apresentar o filme ao público. Dirigida por Steven Soderbergh, a cinebiografia de Ernesto Che Guevara será exibida em sua versão integral, com quase 4h30 de duração, ao contrário do formato que chegará aos cinemas, dividido em duas partes.

Acordo Ortográfico Batizadas de "O Argentino" e "A Guerrilha", as duas metades mostram a ascensão e a derrocada do revolucionário. A primeira abrange a luta de Guevara na revolução cubana, desde os primeiros encontros com Fidel Castro no México até o treinamento na selva e o corpo o corpo contra o exército, nas matas e nas cidades. As cenas da batalha são alternadas com outras do histórico discurso na sede da ONU em Nova Iorque, em 1964.

Del Toro ganhou prêmio de melhor
ator em Cannes / Divulgação

"A Guerrilha", por outro lado, enfoca a tentativa de Che de levar a bem-sucedida vertente revolucionária cubana para o resto da América Latina. A primeira e única experiência do projeto aconteceu na Bolívia, que detinha à época os piores índices de desenvolvimento e mortalidade do continente. O filme segue as dificuldades de Guevara de implantar a luta armada no território boliviano e a opressão promovida pelas forças armadas, financiadas e assessoradas pelos Estados Unidos, o que culminou na morte do guerrilheiro pelo exército.

"Che" rendeu a Del Toro o prêmio de melhor interpretação masculina no Festival de Cannes. O ator é um dos fortes candidatos ao Oscar 2009. Ele já tem no currículo o Oscar de melhor de ator coadjuvante por "Traffic", filme que o projetou na indústria norte-americana, e ainda recebeu uma indicação pelo trabalho em "21 Gramas".

Além das duas sessões no Arteplex, "Che" será exibido integralmente no Cinesesc nesta sexta-feira (31), 18h10, já na programação extra da Mostra. Depois disso, o jeito será esperar a estreia nos cinemas da primeira parte, agendada apenas para 20 de fevereiro, às vésperas do Oscar. O segundo volume, "A Guerrilha", chega ao País, a princípio, só em maio.

Cineasta portuguesa cantará no Sesc / Divulgação

Show de encerramento

A cerimônia de premiação da 32ª Mostra, na qual serão anunciados os vencedores do júri oficial, de público e crítica, está marcada para as 21h, no Sesc Pompéia. Após a entrega do Troféu Bandeira Paulista, a atriz, diretora e cantora portuguesa Maria de Medeiros subirá no palco do teatro para fazer o show de encerramento do evento.

O repertório será baseado no disco de estreia de Medeiros, "A Little More Blue", dedicado a canções compostas durante a ditadura militar no Brasil. Clássicos de Chico Buarque, Caetano Veloso e Ivan Lins dividem espaço com músicas de Nino Rota, Lenine e até Rolling Stones. Os ingressos custam de R$ 7,50 a R$ 30 e estão à venda nas unidades do Sesc.

Leia mais sobre: Mostra de São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.