RIO DE JANEIRO ¿ Seis testemunhas de acusação de um processo contra o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, prestaram depoimento nesta segunda-feira no 3º Tribunal do Júri, no centro do Rio. A audiência foi referente a um processo de 2002, no qual o traficante responde por homicídio qualificado. Beira-Mar acompanhou a sessão sob forte esquema de segurança.

Acordo Ortográfico

O traficante é acusado de ter comandado uma série de ataques criminosos ocorridos, entre setembro de 2002 e fevereiro de 2003, no presídio Bangu 1, na zona oeste do Rio. Os crimes acabaram resultando na morte de diversos detentos, entre eles do traficante Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê.

Beira-Mar desembarcou no Rio nesta segunda-feira, no aeroporto Santos Dummont, acompanhado por agentes penitenciários federais e foi levado para a superintendência da Polícia Federal, na Praça Mauá, zona portuária da cidade. De lá, o traficante seguiu de carro, com cerca de 50 agentes, para a carceragem do tribunal. Policiais armados com fuzis e pistolas fizeram a guarda de Beira-Mar.

A Polícia Federal não informou, por medida de segurança, como e nem quando o traficante irá retornar à Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Campo Grande (MS), onde está detido.

Veja também:

Leia mais sobre: Fernandinho Beira-Mar


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.