Bate-papo online ajuda polícia a combater o crime no Rio Grande do Sul

PORTO ALEGRE ¿ Utilizar o MSN no combate ao crime. Isso é o que policiais do 26º Batalhão da Brigada Militar de Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, estão fazendo desde março. Os agentes da sala de operações do batalhão ficam em contato com comerciantes da cidade e são avisados, através do bate-papo online, sobre tentativas de assalto nos estabelecimentos.

Redação |

Acordo Ortográfico

A idéia surgiu no próprio batalhão. Os soldados já utilizavam essa ferramenta de mensagens instantâneas diariamente e decidimos utilizá-la a favor da segurança pública, declarou o capitão Eduardo Ramos, que coordena o projeto.

De acordo com Ramos, somente lojistas filiados ao Sindicato do Comércio Varejista de Cachoeirinha (Sindilojas) podem adicionar o contato da Brigada Militar. Os comerciantes pagam ao sindicato uma taxa mensal de R$ 30 e o valor é investido em novas viaturas policiais, no pagamento da internet banda larga instalada nos estabelecimentos

Divulgação

Cartaz divulgado pela Brigada Militar

e na compra dos computadores.

Segundo um levantamento feito pela polícia, de março a agosto, o número de roubos a lojas na cidade diminuiu em 51% comparado com o mesmo período de 2007. Para o capitão responsável pela iniciativa, o projeto também inibe o alto percentual de trotes recebidos pela polícia através do 190, já os chamados feitos pelo MSN são de contatos conhecidos.

A cada 10 ligações que recebemos pelo 190, sete são trotes. Ou seja, um percentual de 70%. Pelo computador, a pessoa se comunica com os policiais, pede ajuda e em um ou dois minutos, no máximo, uma viatura já está no local, afirmou Ramos.

Os comerciantes que possuem webcam facilitam ainda mais o serviço dos agentes. Pelas câmeras, os soldados visualizam o interior da loja e já chegam ao local com as descrições dos criminosos e com informações sobre possíveis pessoas armadas. De acordo com o capitão Ramos, devido ao sucesso do projeto, outras cidades do Rio Grande do Sul, como Gravataí e Bagé, também estão aderindo à iniciativa.

Leia mais sobre: MSN


    Leia tudo sobre: combatecrimemsnpolíciario grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG