Base de Kassab boicota votação do IPTU progressivo

A bancada do DEM, partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, boicotou ontem na Câmara Municipal a votação do projeto que previa a implementação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) progressivo, de autoria do próprio líder de governo, José Police Neto (PSDB). A proposta combate a especulação imobiliária na capital paulista ao permitir à Prefeitura aumentar em até 15% o imposto dos mais de 400 mil imóveis ociosos da cidade.

Agência Estado |

Se um proprietário não conseguir dar uso ao terreno localizado numa Zona Especial de Interesse Social (Zeis) em cinco anos, por exemplo, o governo poderá desapropriar a área, com o pagamento de títulos da dívida pública ao proprietário.

A bancada do PSDB, de 12 vereadores, a maior da Casa, e os outros partidos da base já haviam acertado a votação, numa reunião de líderes na segunda-feira. Os 11 vereadores do PT e os 2 do PC do B também concordaram em apoiar a proposta. Mas, quando o projeto foi colocado em votação ontem à tarde, pelo líder de governo, a bancada do DEM e alguns vereadores do centrão abandonaram o plenário.

Desgastado, o líder do governo não sabia explicar a retirada de parte da base. "Preciso me dedicar mais ao meu mandato do que à liderança", desabafou Police Neto. Colega do tucano, o líder do DEM, Carlos Apolinário, quis assumir uma falta de articulação dentro da bancada. "Acho que faltou explicar melhor para meus colegas o que é o projeto." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG