Base aliada e PT ajudaram na absolvição de Paulinho

A absolvição do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) pelo Conselho de Ética da Câmara contou com o apoio dos partidos da base aliada, incluindo o PT. Votaram contra o relatório que pedia a cassação os petistas Fernando Melo (AC) e Leonardo Monteiro (MG), além dos deputados Sandes Júnior (PP-GO), Wladimir Costa (PMDB-PA), Efraim Filho (DEM-PB), Dagoberto (PDT-MS), Abelardo Camarinha (PSB-SP), José Carlos Araújo (PR-BA), Marcelo Ortiz (PV-SP) e Romulo Gouveia (PSDB-PB).

Agência Estado |

Votaram pela cassação, os deputados Moreira Mendes (PPS-RO), Professor Ruy Pauletti (PSDB-RS) e Solange Amaral (DEM-RJ), além do relator, Paulo Piau (PMDB-MG).

O deputado José Carlos Araújo ficou de redigir um novo parecer com a absolvição de Paulinho da Força e apresentá-lo ao Conselho de Ética daqui a duas semanas. A absolvição de Paulinho faria parte de um acordo firmado pelo PT durante as eleições municipais, em que os partidos do chamado bloquinho, entre eles o PDT, PSB e PCdoB, apoiariam a candidatura da ex-ministra do Turismo Marta Suplicy (PT) à Prefeitura de São Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG