Bares e restaurantes levam 60% das multas da Lei Antifumo em São Paulo

SÃO PAULO - Nos três primeiros dias de vigência da lei antifumo, bares e restaurantes foram os estabelecimentos responsáveis pela maior parte das 50 multas aplicadas pelos fiscais em todo o Estado de São Paulo.

Agência Estado |

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado, 30 bares e restaurantes foram autuados nesses primeiros dias, o que representa 60% do total dos estabelecimentos multados.

Em seguida aparecem as casas noturnas, com seis autuações - 12% do total. Depois surgem padarias, supermercados, hotel e até para drogaria. Os locais fiscalizados que estavam de acordo com a lei representaram 98,7% do total.

AE
Jovem fuma do lado de fora de uma casa noturna em São Paulo
Ao todo, foram fiscalizados 3.864 estabelecimentos em todo o Estado. Na capital paulista foram 13 multas, num total de 1.558 locais fiscalizados.

Desde a madrugada do dia 7 de agosto é proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo em todo o Estado de São Paulo. "Até pela quantidade de bares e restaurantes, eles acabaram recebendo o maior número de autuações. Mas as blitze não se restringiram a eles. As casas noturnas também foram multadas, assim como um hotel, padarias e até uma drogaria. Mas é importante ressaltar que, na sua imensa maioria, os estabelecimentos já se adequaram à lei antifumo", afirma Cristina Megid, diretora da Vigilância Sanitária do Estado.

Leia também:

Leia mais sobre: Lei Antifumo

    Leia tudo sobre: barescigarrolei antifumo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG