Bancada mineira pressiona relator da CPI do Sistema Carcerário

O relator da CPI do Sistema Carcerário, deputado Domigos Dutra (PT-MA), está sendo pressionado pela bancada mineira da Câmara. Dutra diz que sofre pressões dos deputados aliados do governador Aécio Neves (PSDB) para amenizar seu relatório sobre os problemas do setor encontrados no estado. Ainda no início dos trabalhos da comissão, que começou a funcionar em agosto de 2007, houve até restrições à entrada da imprensa nos presídios de Minas durante as visitas dos integrantes da CPI.

Congresso em Foco |

Pode ser que no relatório final haja pressão. Eu pressuponho que vá haver. Como a bancada de Minas só comparece à CPI quando tem assunto deles, com certeza, haverá pressão, sim, disse Dutra ao Congresso em Foco.

A CPI foi quatro vezes a Minas Gerais ¿ uma delas de forma não-oficial. Lá, 33 presos morreram queimados em dois presídios em menos de quatro meses. No segundo semestre do ano passado, época dos crimes, o presidente da comissão, Neucimar Fraga (PR-ES), alertou para a possibilidade de omissão das autoridades locais. Num dos presídios, em Ponte Nova, um carcereiro facilitou a entrada de uma arma usada para intimidar os presos até que as celas fossem incendiadas.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: cpi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG