Bancada do PT vai propor a Marina que fique na legenda

A bancada do PT no Senado vai propor na próxima terça-feira que a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (PT-AC), se candidate novamente ao cargo de senadora pela legenda nas eleições de 2010. De acordo com o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), o assunto será discutido na próxima reunião semanal dos senadores da bancada petista.

Agência Estado |

A proposta tem o objetivo de dissuadir Marina da ideia a concorrer à Presidência da República por outra legenda, como o PV, que lhe fez convite formal na semana passada. "Vamos dialogar com a senadora na terça-feira e ressaltar que o seu papel é muito importante para o PT", contou Suplicy.

O petista também disse que a senadora ainda considera o convite do PV, mas já antecipou em conversa que o seu objetivo no momento é "encontrar o melhor meio de tornar viáveis as suas propostas ambientais". O diálogo entre Marina e Suplicy confirma informação de fontes próximas à ex-ministra de que ela já sinaliza que pode ser candidata à presidência em 2010.

Antes relutante à ideia de trocar de agremiação, Marina teria mudado de posição no dia 29 de julho, depois de reunião com lideranças do PV. O presidente nacional da legenda, José Luiz Penna, disse neste encontro que a ex-ministra é um nome competitivo para essa disputa presidencial. "(Marina) é um nome forte na política nacional e tem grande afinidade com a causa ambiental, carro-chefe de nossa campanha em 2010", disse Penna na ocasião.

A decisão do PV em ter um candidato próprio para a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia sido tomada no início de julho, após uma reunião da Executiva Nacional. O nome de Marina Silva surgiu depois de pesquisa feita com membros do partido apontar que 85% são favoráveis que a sigla dispute as eleições com candidatura própria. Desde então a ex-ministra do Meio Ambiente vem sendo sondada pelo partido.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG