Bancada do PT já perdeu 4 senadores desde a eleição

A bancada do PT perdeu quatro senadores desde a eleição de 2002, quando foram eleitos os senadores cujos mandatos terminam em 2011. Esta semana, a senadora Marina Silva (AC) anunciou que, após 30 anos de militância, deixa o PT com a possibilidade de ser candidata à presidência da República pelo PV.

Agência Estado |

Ao mesmo tempo, o senador Flávio Arns (PR) expressou a vontade de sair do partido, para concorrer nas próximas eleições por outro partido. No momento em que a Justiça Eleitoral confirmar as duas desistências, o PT contará com apenas dez senadores.

Marina Silva foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula durante seis anos, mas, em carta encaminhada ao presidente do partido, Ricardo Berzoini, a senadora alega que "faltaram condições políticas para avançar no campo da visão estratégica, ou seja, de fazer a questão ambiental alojar-se no coração do governo e do conjunto das políticas públicas".

Flávio Arns, por sua vez, anunciou que abandonará o partido ontem, logo após reunião do Conselho de Ética, na qual os senadores arquivaram 11 ações movidas contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Segundo o senador, foi "vergonhosa" a decisão do PT de ajudar José Sarney, engavetando as ações.

Em 2005, durante o escândalo do Mensalão, o senador Cristovam Buarque (DF), hoje filiado ao PDT, também desembarcou do partido. Na mesma época, a ex-senadora Heloísa Helena (AL), atualmente vereadora pelo PSOL, deixou o partido. Ela, entretanto, havia sido eleita em 1998 (legislatura que acabou em 2006). Outra baixa ocorreu em 2006, quando Ana Júlia Carepa foi eleita governadora do Pará e deixou a vaga no Senado para o suplente, senador José Nery (PSOL).

As perdas, entretanto, foram compensadas com a indicação de Alfredo Nascimento (PL) para assumir o Ministério dos Transportes, quando o suplente do PT, João Pedro (AM), assumiu a cadeira do Senado em seu lugar. O senador Augusto Botelho também ajudou a aumentar a bancada petista ao ingressar na legenda após ter sido eleito senador pelo PDT em 2006. Apesar das baixas, o PT continua tendo a quarta maior bancada no Senado, atrás do PMDB (19 senadores), DEM (14 senadores) e PSDB (12 senadores). Após o PT, o maior partido é o PTB, com sete senadores.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG