Vigilância Sanitária acha comida estragada em camarotes da Bahia

No principal circuito do carnaval de Salvador foram encontrados camarões e pizzas estragadas. Até a maquiagem estava vencida

Thiago Guimarães, iG Bahia |

A Vigilância Sanitária de Salvador recolheu nos dois primeiros dias de carnaval (quinta e sexta) mais de cem quilos de produtos impróprios para consumo em camarotes do circuito Barra-Ondina, o principal da festa na capital baiana.

Houve apreensão de 34 quilos de calabresa processada, 40 quilos de camarão sem identificação, 20 quilos de gelo acondicionados em sacos de lixo e 272 pizzas impróprias para consumo.

O órgão também recolheu 19 itens de cosméticos sem procedência e com data de fabricação de 2003, como lápis de olhos, sombras e blush.

Técnicos da Vigilância Sanitária alertam as pessoas que utilizam serviços de maquiagem dos camarotes sobre o risco de contaminação decorrente do uso de produtos vencidos. “Que procurem saber o máximo de informações possíveis sobre os produtos, principalmente a validade”, informou o órgão.

A Vigilância Sanitária do município não informou os nomes dos camarotes em que houve apreensão de produtos.

O trabalho do órgão no carnaval também envolve a fiscalização do descarte de dejetos dos banheiros dos carros de apoio dos trios elétricos. Somente na sexta-feira houve acompanhamento do descarte de 170 mil litros de excrementos em pontos de vazão apropriados. O volume equivale a 7% da capacidade de uma piscina olímpica, ou à quantidade média diária de urina produzida por 283 mil pessoas.

    Leia tudo sobre: BahiaSalvadorcarnavalcomida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG