Grupo do estudante, de acordo com as investigações, assaltou duas farmácias em bairros nobres de Salvador na noite de terça

O bairro da Graça, onde o universitário mora, é de classe média alta
Reprodução Google Maps
O bairro da Graça, onde o universitário mora, é de classe média alta
Um universitário de classe média foi preso em Salvador sob acusação de integrar uma quadrilha responsável por assaltos a farmácias da cidade.

Segundo a Polícia Civil, Pedro Chagas Cordeiro, de 21 anos, disse que participava dos crimes pelo “desejo de liberar adrenalina”. Ele foi preso na noite de terça-feira (26), ao lado de outros três supostos cúmplices. A polícia não informou o curso freqüentado pelo estudante.

O grupo, de acordo com a polícia, assaltou duas farmácias em bairros nobres de Salvador na noite de terça. Os ladrões levaram dinheiro dos caixas, produtos, celulares e documentos de clientes. Os quatro acusados foram presos durante a fuga, após abordagem de uma equipe da Polícia Militar. Com o grupo foram apreendidos dois revólveres e uma pistola com munição.

A suposta quadrilha utilizava na fuga um Prisma 2010 pertencente ao universitário. Em depoimento, ele disse ter participado dos crimes como “piloto”. O rapaz, morador do bairro da Graça, área de classe média alta de Salvador, não tinha passagens pela polícia. Já os outros três presos, dois garçons e um eletricista com idades entre 21 e 24 anos, registravam prisões anteriores por roubo e tráfico de drogas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.