Polícia Federal faz operação contra caça-níqueis na Bahia

Envolvimento de policiais está sob investigação. Selo seria sinal de que máquinas não deveriam ser apreendidas

Thiago Guimarães, iG Bahia |

A Polícia Federal na Bahia realiza nesta terça-feira (19) uma operação de combate à exploração de máquinas caça-níqueis. O objetivo é cumprir 15 mandados de prisão e 38 de busca e apreensão em cidades como Feira de Santana (117 km de Salvador) e São Gonçalo dos Campos (139 km da capital baiana).

A chamada operação Bancarrota teve início em 2008, após denúncia. De acordo com a PF, os caça-níqueis eram montados em Feira de Santana e distribuídos também para o interior da Bahia e para Alagoas.

Em esquema com possível participação de policiais, o controle das máquinas era feito por meio de “selos” renovados mensalmente, usados para identificar os equipamentos da quadrilha e evitar apreensões pela polícia. O dinheiro pago pelos “selos” por donos de estabelecimentos comerciais era repassado ao chefe da quadrilha.

A PF não informou se há policiais presos na operação. Diz já ter provas dos crimes de contrabando (uso de peças importadas ilegalmente nas máquinas), formação de quadrilha e exploração de jogo de azar. A ação desta terça busca reunir provas dos crimes de corrupção ativa e passiva.

Na última sexta-feira (15), uma operação da Polícia Civil da Bahia desativou duas casas de jogos ilegais no bairro da Pituba, área nobre de Salvador. Houve apreensão de 88 máquinas caça-níqueis e ninguém foi preso na ocasião.

    Leia tudo sobre: BahiaFeira de Santacaça-níquel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG