Polícia da Bahia prende única mulher do baralho do crime

Nevolanda Santos Souza, 45 anos, era o "quatro de espadas". Iniciativa de Jaques Wagner copia o governo Bush

Thiago Guimarães, iG Bahia |

A Polícia Civil da Bahia prendeu nesta quinta-feira (29) a única mulher que estampava as cartas do “baralho do crime” do governo do Estado. Lançado em junho deste ano, o baralho traz imagens dos criminosos mais procurados no Estado .

Leia também: Jaques Wagner copia Bush e lança baralho com rosto de procurados

Acusada de tráfico de drogas, Nevolanda Santos Souza, 45 anos, era o “quatro de espadas” nas cartas do baralho. Foi presa em casa, em Itabuna (455 km de Salvador), em cumprimento a um mandado de prisão. Um homem de 39 anos que estava no local também tinha mandado de prisão em aberto e foi detido.

A tática de divulgação de rostos e nomes de criminosos procurados repete ação da gestão George W. Bush (2001-2009) no governo dos EUA. Durante a invasão do Iraque, em 2003, ele distribuiu um baralho com os integrantes mais procurados do regime de Saddam Hussein. O ex-ditador e seus filhos representavam os ases do conjunto de cartas.

O governo Jaques Wagner (PT), que tenta reverter o aumento da criminalidade no Estado, renovou nesta semana cinco cartas do baralho, que também pode ser acessado em um jogo de memória pelo site www.disquedenuncia.ba.gov.br.

Divulgação
Nevolanda Santos Souza, a Nel, no baralho do crime do governo da Bahia

    Leia tudo sobre: bahiasalvadorbaralho do crime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG