PM atira em mulher e se mata em Vitória da Conquista, na Bahia

Soldado acertou uma moça que seria sua namorada e depois deu um tiro na cabeça. A mulher não corre risco de morte

Thiago Guimarães, iG Bahia |

Um soldado da Polícia Militar morreu na tarde desta segunda-feira em Vitória da Conquista (517 km de Salvador) após invadir uma loja, atirar contra sua suposta namorada e, por fim, se matar.

O crime causou tumulto em uma das ruas mais movimentadas do centro de Vitória da Conquista. Ronilson Alves Ribeiro, 37 anos, invadiu uma loja e atirou contra Maria Aparecida dos Santos, de idade não divulgada, que seria sua namorada e trabalhava no local. Em seguida, alvejou a própria cabeça.

Conduzido ao Hospital Geral de Vitória da Conquista, o soldado morreu às 16h50. A mulher foi internada no hospital São Vicente com ao menos um tiro na região do abdome. Segundo o hospital, ela chegou consciente, foi direto para o centro cirúrgico e não corre risco de morrer.

O major Múcio Vasconcelos, comandante da PM na região, declarou a um site local que provavelmente foi um crime passional, motivado por um “relacionamento mal resolvido” e “ciúme” por parte do soldado. O Departamento de Comunicação Social da PM baiana informou apenas que abriu investigação para “esclarecer as circunstâncias” do episódio.

    Leia tudo sobre: BahiaVitória da ConquistaPMpolíciamorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG