Para coronel da PM da Bahia, "o fim da greve está decretado"

Associação decidiu manter a greve, mas segundo a PM, 85% do efetivo está nas ruas de Salvador; ministro da Justiça diz que greve acaba nesta sexta-feira

Cintia Kelly, especial para o iG, em Salvador |

O comandante-geral da Polícia Militar (PM) da Bahia, coronel Alfredo Castro, 85% do efetivo já estão nas ruas de Salvador afirmou nesta sexta-feira que a greve na Bahia acabou. “Tudo tem começo, meio e fim e, na minha ótica, o fim da greve está decretado. Apenas uma pequena minoria resiste à convocação para voltar ao trabalho", atestou.

Mais sobre a greve: Em assembleia, policiais militares decidem manter greve na Bahia
Leia também: Oficiais não aderem à greve da PM na Bahia

Segundo o coronel, 85% do efetivo já está nas ruas de Salvador e região metropolitana. No interior, Alfredo Castro estima que esse porcentual seja de 80%. Ele mandou um recado para os policiais que ainda não voltaram ao trabalho. "Estamos convocando a todos que retornem ao trabalho. Estaremos tomando como ausência que não comparecer ao serviço".

Alfredo Castro ainda afirmou que a corporação que os faltosos serão punidos. "Quem faltar estará ao alcance da legislação e será aberto processo administrativo visando apuração. Se for o caso pode ocorrer prisão em decorrência da falta ao serviço”.

Apesar de o comando da PM anunciar o fim da greve, os policiamento pelas ruas de Salvador é menor. A exceção, claro, fica por conta dos policiais do Exército, que podem ser vistos próximos aos pontos turísticos da capital baiana.

 Em 11 dias de greve, 156 pessoas foram assassinadas em salvador e região Metropolitana. Em todo o mês de fevereiro de 2011, foram registrados 172 homicídios.

Carnaval

A seis dias do carnaval, Alfredo Castro afirmou que os homens do Exército vão continuar em Salvador para reforçar a segurança na maior festa de rua. "Estamos passando por um momento de transição, o Exército fica no reforço do policiamento até essa transição acabar. O planejamento para o carnaval está mantido", disse. Outros 3.200 policiais do interior também virão à capital baiana para reforçar o policiamento no carnaval.

Ministro da Justiça: greve acaba nesta sexta-feira

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, também disse no início da tarde desta sexta-feira que muitos policiais militares que aderiram à greve na Bahia já voltaram a trabalhar. Segundo ele, a tendência é que o movimento grevista termine até o final do dia.

Quanto à paralisação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Cardozo disse que a situação é de “uma greve não muito mobilizada”. Tanto é que, até agora, o governador Sérgio Cabral não manifestou qualquer necessidade de tropas federais, segundo o ministro.

Ele disse que “há uma certa tranquilidade” no caso do Rio. Para o ministro, os policiais percebem que não podem se associar a um movimento que foi desencadeado com a perspectiva de levar insegurança para a população, com atos criminosos e de vandalismo.

O ministro fez as declarações no Palácio do Planalto, logo depois da posse da nova ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci. Além da presidenta Dilma Rousseff, participaram da solenidade quase todos os ministros de Estado, parlamentares e representantes da sociedade civil.

    Leia tudo sobre: greve pmsalvadorsegurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG