Marinha localiza corpo de vítima do acidente com helicóptero na Bahia

Funcionário do IML de Porto Seguro afirma que corpo é de Mariana Noleto. Até o momento, duas pessoas seguem desaparecidas

iG São Paulo |

A Marinha brasileira informou nesta manhã que localizou o corpo de mais uma vítima do acidente do helicóptero que caiu em Trancoso, na Bahia na noite da última sexta feira. Os mergulhadores acharam próximo ao local do acidente o corpo de Mariana Noleto, namorada de Marco Antônio Cabral, filho mais velho do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). Este é o 5º corpo encontrado pelas equipes.

Os mergulhadores retomaram as buscas a partir das 6h, segundo a Marinha. Até o momento, duas vítimas seguem desaparecidas - Jordana Kfuri e o empresário e piloto do voo Marcelo Almeida.

Segundo informações da Marinha, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para identificação por volta das 2h. Um funcionário do IML confirmou ao iG que familiares já identificaram o corpo de Mariana. O corpo foi liberado para a família por volta das 4h.

Vítimas

O acidente com um helicóptero que caiu no distrito de Trancoso, por volta das 21h, deixou seis mortos, incluindo duas crianças. No momento do acidente, segundo os bombeiros, as condições do tempo eram ruins. Chovia muito e havia muita neblina. Por volta das 23h, a equipe de Sérgio Cabral publicou uma mensagem na sua conta de Twitter confirmando que Mariana estava no helicóptero.

O filho do governador escapou pois iria no voo seguinte. Segundo assessoria, Sérgio Cabral não chegou a deixar Porto Seguro - o governador embarcaria depois. Entre os mortos, estão: Jordana Kfuri Cavendish; o filho dela, Luca, de 3 anos; a babá dele, Norma Batista de Assunção, de 49 anos; Gabriel Kfuri, de 2 anos; e o piloto e empresário Marcelo Almeida.

Somente a irmã de Jordana, Fernanda, de 34 anos, foi encontrada com vida. Ela chegou a ser internada em estado grave no Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, porém não resistiu aos ferimentos e morreu.

A aeronave, um Esquilo prefixo PR-OMO, ocupada por sete pessoas, decolou do aeroporto da cidade com destino ao condomínio de luxo Jacumã Ocean Resort, na Fazenda Jacumã, ao norte da praia do Outeiro, ainda no distrito de Trancoso.

O chefe do gabinete civil do Governo Fluminense, Régis Fichtner, viajou para o local do acidente. Além do filho de Sérgio Cabral, o marido de Jordana, Fernando Cavendish, também não embarcou no helicóptero, pois ele estava com a lotação total. Ainda não há informações precisas sobre as causas do acidente.

    Leia tudo sobre: acidente aéreohelicóptero

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG