"Maníaco do banheiro" é identificado e preso em Salvador

Morador de rua é apontado como responsável por estupros em banheiros químicos na capital da Bahia

Thiago Guimarães, iG Bahia |

A Polícia Civil da Bahia identificou um morador de rua como responsável por uma série de estupros registrados desde março deste ano no centro de Salvador. O caso ficou conhecido na cidade como o do “maníaco do banheiro”, porque algumas vítimas eram atacadas em banheiros químicos.

Reprodução Google Maps
Praça da Inglaterra fica a 15 minutos a pé do Pelourinho
Gilson Teles de Almeida, de 28 anos, foi preso na última sexta-feira (29) e apresentado nesta terça-feira (3) pela polícia. Com prisões anteriores por roubo e lesão corporal, ele foi identificado por uma das vítimas, uma mulher de 29 anos, circulando pela região do Comércio, local dos ataques.

A mulher acionou a polícia e acompanhou uma equipe até a praça da Inglaterra, onde o morador de rua foi detido com uma camisa bege muito parecida com a que usava no dia do ataque à mulher. Na delegacia, uma outra vítima, de 18 anos, também reconheceu o homem, que foi indiciado sob acusação de estupro, crime que prevê seis a dez anos de reclusão.

O acusado passou por exames de HIV, DNA comparativo e outras doenças sexualmente transmissíveis – os resultados devem sair ainda nesta semana. De acordo com a polícia, ele abordava as mulheres em locais de pouco movimento, armado com uma faca.

A vítima de 29 anos relatou ter sido estuprada sobre o capô de um veículo estacionado em rua deserta, em 29 de março. A mulher de 18 anos foi obrigada a entrar em um banheiro químico, onde foi violentada. Com a divulgação da imagem do acusado, a polícia diz acreditar que mais vítimas registrarão queixa.

    Leia tudo sobre: BahiaSalvadorpolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG