Crocotá, como é conhecido, é acusado de arrancar um pedaço de bochecha da ex-mulher com uma mordida

O lutador de vale-tudo Edilberto Souza de Oliveira, 29 anos, conhecido como “Crocotá”, está detido desde a madrugada desta quarta-feira (27), em Salvador, sob acusação de arrancar um pedaço da bochecha da ex-mulher com uma mordida.

Segundo a Polícia Civil, o lutador havia marcado um encontro com Ioná Mascarenhas, 41 anos, com quem terminou relacionamento havia dois anos, sob o pretexto de ajudá-la a conseguir um emprego para a filha. Houve desentendimento e, de acordo com o relato policial, ele espancou e ainda tentou esganar a ex-mulher.

“Valendo-se da compleição física avantajada, Edilberto passou a espancá-la dentro do carro, mordeu seu rosto chegando a arrancar parte de uma bochecha e a atacou no pescoço com as mãos”, informou a polícia baiana. A mulher fugiu pulando pela janela de seu carro.

O lutador fugiu no carro da ex-mulher, um Ka preto. Por volta da 1h desta quarta-feira, apresentou-se à polícia acompanhado por advogado. Para a polícia, seu objetivo era “tentar se livrar da acusação de ter roubado o carro da ex-companheira”. Recebeu voz de prisão ao entregar as chaves do carro.

A mulher recebeu pontos no rosto no Hospital Ernesto Simões Filho e foi liberada. Crocotá foi autuado em flagrante por lesão corporal e está preso na Deam (Delegacia de Repressão à Violência Contra a Mulher) do bairro de Brotas, na capital baiana. A reportagem não conseguiu localizar o advogado do lutador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.