Homem morre com sinais de coma alcoólico no carnaval de Salvador

Amigo de rapaz admitiu consumo excessivo de uísque com energético. É a 1ª morte registrada na festa

Thiago Guimarães, iG Bahia |

Um homem de 28 anos morreu na madrugada desta segunda-feira (7) no carnaval de Salvador com sinais de coma alcoólico. Foi a primeira morte registrada na festa na cidade baiana.

Segundo informações do governo da Bahia, bombeiros encontraram Clebson Paim de Almeida já desmaiado, nas imediações do circuito Campo Grande (centro) do carnaval. O homem usava fantasia do bloco Filhos de Gandhy, que desfilou neste domingo em Salvador.

Morador do bairro de São Marcos, periferia da capital baiana, Almeida foi levado ao posto médico do bairro da Piedade, onde chegou com parada cardiorrespiratória. Equipes realizaram, sem êxito, tentativas de reanimação. Um amigo que o acompanhava afirmou ao médico de plantão que ambos haviam consumido uísque com energético em excesso.

A necropsia descartou a possibilidade de morte por agressão física. Um exame complementar de toxicologia foi realizado e os resultados devem sair em dois dias.

Ao todo, foram realizados 4.120 atendimentos médicos durante o carnaval de Salvador. O maior número de atendidos foram pessoas de 20 a 29 anos, com 1.562 registros (38%), e cerca de 60% dos pacientes são homens.

A principal causa de atendimento é agressão física, com 930 casos (22,5% do total), seguida de intoxicação, cefaléia e ferimento acidental. O circuito Barra-Ondina (orla) respondeu por 56% dos registros de agressão física. Os instrumentos mais utilizados foram giletes, pedras, latas e spray de pimenta.

    Leia tudo sobre: CarnavalSalvadorBahiabebida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG