Greve suspende circulação de trens em Salvador

Cerca de 20 mil passageiros eram transportados diariamente no trecho liga Calçada a Paripe, que está paralisado desde sábado

AE |

selo

Os maquinistas que operam os trens da Companhia de Transporte de Salvador (CTS) estão parados desde o último sábado. De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas Ferroviárias (Sindiferro), José Raimundo Oliveira, a suspensão dos trabalhos dos 19 maquinistas se deve à falta de segurança operacional ao longo do trecho das ferrovias. 

Na linha que liga Calçada a Paripe, a condução de trens estaria "impraticável", segundo Oliveira, pois há mato alto ao longo da via e trechos com linhas impedidas. Além disso, animais e pessoas circulam próximo à ferrovia, fazendo com que a circulação de trens seja constantemente interrompida. A Companhia de Transporte de Salvador, que administra o trecho, já foi comunicada da paralisação. Hoje ela enviou equipes para fazer a limpeza dos cerca de 14 quilômetros de vias férreas. 

Cerca de 20 mil passageiros eram transportados diariamente no trecho. No ano passado, o número caiu para 5 mil porque a Ponte São José, entre as estações Lobato e Almeida Brandão, foi interrompida por recomendação do Ministério Público (MP). Atualmente a ponte passa por reformas.

    Leia tudo sobre: Salvadorgrevetrensparalisação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG