Busca por desaparecidos de tragédia é suspensa na Bahia

As equipes da Força Aérea Brasileira e da Marinha interromperam no fim desta tarde as buscas pelas vítimas da queda de helicóptero

AE |

selo

As equipes da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Marinha interromperam no fim desta tarde as buscas pelas vítimas da queda de um helicóptero em Porto Seguro, na Bahia. O acidente ocorreu ontem à noite e deixou quatro mortos e três desaparecidos, entre eles entes próximos ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

As equipes procuram Mariana Noleto, nora do governador, Jordana Kfuri e o empresário e piloto do voo Marcelo Almeida. O filho do governador, Marco Antônio Cabral, escapou do acidente, pois embarcaria em um outro voo.

Futurapress
Peça do helicóptero que caiu no mar em Trancoso, na Bahia, foi encontrado boiando no mar
Além dos desaparecidos, já foram resgatados os corpos de Luca Kfuri de Magalhães Lins, de 3 anos, Gabriel Kfuri Gouveia, de 3 anos, e a babá deles, Norma Batista de Assunção, de 49 anos. Os nomes das vítimas foram confirmadas pela Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia. Além deles, também morreu Fernanda Kfuri, de 34 anos, que foi socorrida com vida e levada para o Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães, mas não resistiu.

Os corpos resgatados já passaram por necropsia e foram liberados. Os corpos de Gabriel, Luca e Fernanda serão levados ainda hoje para o Rio de Janeiro. Já o corpo da babá seguirá para a cidade de Teolândia, no interior da Bahia.

Segundo as autoridades, as buscas serão retomadas amanhã, por volta das 6 horas, com a ajuda de um navio portador de uma sonda capaz de fazer a varredura do mar. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 2), com sede no Recife, iniciou as investigações para apurar os fatores que contribuíram para o acidente. Chovia e havia neblina no momento da queda da aeronave, segundo as autoridades locais.

A capitania dos portos de Porto Seguro afirmou que peças de helicóptero foram achadas por pescadores da região. O material está sendo recolhido e será analisado. No local do acidente, estão trabalhando 20 homens do Corpo de Bombeiros, incluindo mergulhadores, e outros 10 policiais militares. Além disso, o Governo do Estado disponibilizou uma aeronave do Grupamento Aéreo da Polícia Militar para ajudar na busca.

    Leia tudo sobre: acidentehelicópterobahiasérgio cabralrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG