Em defesa da reforma agrária, marcha do MST na Bahia percorre 90 quilômetros

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

O ato dos camponeses quer chamar a atenção do Poder Público para a violência no campo, o avanço do agronegócio na região e a necessidade de reforma agrária

Agência Brasil

Integrantes do Movimento Sem-Terra em acampamento em Brasília
Marcelo Camargo / Agência Brasil
Integrantes do Movimento Sem-Terra em acampamento em Brasília

Em caminhada desde a última segunda-feira (9), um grupo de 6 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) da Bahia já percorreu cerca de 90 quilômetros em marcha iniciada em Feira de Santana com destino a Salvador.

LEIA MAIS: MST denuncia ameaça de morte a coordenador do movimento

O ato dos camponeses quer chamar a atenção do Poder Público para a violência no campo, o avanço do agronegócio na região e a necessidade de reforma agrária.

De acordo com a coordenação do MST na Bahia, os manifestantes chegaram hoje (14) ao município de Simões Filho, depois de passarem pelas cidades de Amélia Rodrigues e Candeias. A previsão é que eles percorram os 31 quilômetros restantes e cheguem à capital baiana na próxima segunda-feira (16). 

A marcha faz parte das ações relacionada à Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, iniciada na semana passada. Segundo o MST na Bahia e a articulação dos movimentos sociais de Feira de Santana, a caminhada também tem como objetivo denunciar a falta de atenção das autoridades municipais com a estruturação do Centro de Referência e da Casa Abrigo de Feira de Santana, a redução do orçamento referente à agricultura familiar e reivindica a construção de creches pelo Programa Brasil Carinhoso.

Leia tudo sobre: mstbahiacaminhadamarchalutas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas