PF desarticula grupo de extermínio que operava na Bahia e em Sergipe

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo era investigado desde maio pela polícia, que na ocasião recebeu lista com nome daqueles com execução marcada

Agência Brasil

A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira (3), seis mandados de prisão preventiva, 15 de condução coercitiva e três de busca e apreensão contra um grupo de extermínio que atuava em Sergipe e na Bahia. As diligências da Operação Poço Vermelho ocorrem nos municípios sergipanos de Poço Verde, Simão Dias, Boquim, Lagarto e Aracaju, além das cidades baianas de Cícero Dantas e Heliópolis.

Divulgação
Armas e munições apreendidas com grupo de extermínio na Bahia em imagem desta quarta-ferira

De acordo com a PF, o grupo de extermínio é investigado desde maio, quando a investigação recebeu uma lista com nomes de pessoas marcadas para ser executadas. Algumas delas, segundo a polícia, foram brutalmente assassinadas. Um dos criminosos apontados como líder do grupo foi morto em confronto com policiais civis de Sergipe.

Leia também:
Grupo de extermínio com PMs já matou 35 na região de Guarulhos

Ao todo, 120 policiais federais participam da operação cujo nome é uma alusão à cidade de Poço Verde, local onde ocorreu grande número de execuções com extrema violência. Segundo a PF, os presos preventivamente serão encaminhados ao Complexo Penitenciário de Aracaju e os depoentes em condução coercitiva, liberados após prestarem esclarecimentos.

Os envolvidos devem responder pelos crimes de homicídio, constituição de milícia privada, posse, porte e comércio ilegal de armas e munições.

Leia tudo sobre: grupo de extermíniopolícia federalpf

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas