De acordo com o Corpo de Bombeiros, existe a suspeita que funcionava, no lugar, uma fábrica clandestina de fogos de artifício

Agência Estado

Um homem morreu e quatro pessoas, entre elas duas crianças, de 1 e 11 anos, ficaram feridas após o desabamento de um imóvel de três andares, na tarde desta quinta-feira (16), em Salvador. O local, no qual funcionava uma oficina (no térreo), um estúdio de música, no primeiro andar, e que abrigava residências, no terceiro pavimento, ficava no bairro periférico de Periperi e ruiu por volta das 14h30.

Veja mais notícias do Estado no iGBahia

Prédio que desabou no início da tarde desta quinta-feira (16), próximo à Praça da Revolução, no bairro de Periperi em Salvador
Romildo de Jesus/Futura Press
Prédio que desabou no início da tarde desta quinta-feira (16), próximo à Praça da Revolução, no bairro de Periperi em Salvador


O corpo do homem, identificado como Danilo Silva, morador do imóvel, foi encontrado sob os escombros no início da noite. Os feridos foram encaminhados ao Hospital do Subúrbio, que não deu informações sobre o estado de saúde das vítimas.

De acordo com informações da equipe do Corpo de Bombeiros que foi ao local e da Polícia Civil, que investiga o caso, uma forte explosão foi responsável pela queda do prédio. Existe a suspeita que funcionava, no local, uma fábrica clandestina de fogos de artifício.

A descoberta, no meio dos escombros, de materiais para a fabricação de fogos fortalece a suspeita. O caso está sendo investigado pela 5ª Delegacia, que enviou peritos ao local. O delegado, Nilton Borba, promete punir os responsáveis caso seja confirmada a produção ilegal no imóvel.

Segundo a Defesa Civil do município, dois prédios vizinhos sofreram abalos nas estruturas e estão condenados. Os ocupantes tiveram de deixar os locais até o fim da tarde. Os imóveis devem ser demolidos na semana que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.