Restos mortais foram encontrados nesta madrugada em praia de Ilhéus. Eles podem ser de José Nilton Ramos e de Carita de Souza Ramos que estavam em aeronave que se acidentou

Agência Estado

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Bahia investiga se dois corpos, em avançado estado de decomposição, encontrados entre domingo e esta segunda-feira, em praias de Ilhéus, no litoral sul da Bahia, estavam a bordo do bimotor que desapareceu pouco depois da decolagem do aeroporto da cidade , na noite da última segunda-feira.

Leia também:  Corpo de piloto de bimotor é encontrado em praia da Bahia

Imagem do Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus
Infraero/Divulgação
Imagem do Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus

O voo havia sido fretado pelo advogado José Nilton Ramos, de 58 anos, para transportar para Brasília, onde morava, o corpo de sua mulher, Carita de Souza Ramos, de 61. Ela havia morrido afogada dois dias antes, na Praia da Barra, em Santa Cruz Cabrália, no extremo sul baiano.

O avião, modelo Seneca PA-34, prefixo PT-RDG, havia decolado às 22h55 de segunda-feira e perdeu contato com a torre de controle do aeroporto sete minutos após a partida. O corpo do piloto do avião, Joá Cardoso Ribeiro, de 50 anos, foi localizado na quarta-feira , perto de onde foi encontrado um dos corpos, nesta segunda-feira.

Segundo o DPT, por causa do estado dos corpos, a identificação só será possível por exames de DNA. De acordo com policiais que trabalham no caso, não se conseguiu determinar nem o sexo dos restos mortais. A polícia preferiu não estipular prazo para a conclusão dos exames.

sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.