Motorista sai de carro para pegar tatu e causa batida de nove carros na BR 101

Ao perceber que havia causado o acidente que deixou dois mortos na rodovia no sul da Bahia, o condutor da Mitsubishi L200 fugiu

Agência Estado | - Atualizada às

Agência Estado

Um acidente envolvendo nove carros ocorreu no km 345 da BR-101, em Teolândia, na região sul da Bahia, na noite de sexta-feira.

De acordo com a Polícia de Itamari, o motorista de uma Mitsubishi L200 preta parou o carro no meio fio da via para tentar pegar um tatu que estava na estrada. Essa ação foi o suficiente para causar um engavetamento.

Minas Gerais:  Engavetamento de 8 veículos em Belo Horizonte deixa mortos

São Paulo:  Megaengavetamento envolve 300 veículos na Imigrantes

Um Fiat Idea parou logo atrás da L200. Na sequência, uma carreta freou e foi seguida por um Fiat Uno e um Gol, que bateram e pararam no meio da pista. Vendo a situação, a carreta que vinha logo atrás do Gol tentou frear, mas acabou ficando na contra-mão da estrada.

Neste outro sentido da BR-101, vieram três carros, que aumentaram a gravidade do acidente. Os três carros, um Gol, um Fiat Fiesta e uma carreta bateram nos carros que estavam parados por lá.

O acidente, ocorrido por volta das 18h30 desta sexta-feira, foi responsável pela morte de Edivaldo Mascarenhas da Silva, 67 anos, e de Luis Gonzaga de Matos Filho, 65 anos, que estavam em no Fiat Fiesta, que vinha em sentido contrário a L200. Ambos morreram na hora da batida.

Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Valença e seguirão para a cidade de Riachão do Jacuípe, no nordeste da Bahia, onde serão os velórios. Os passageiros dos outros veículos sofreram ferimentos leves.

O caso foi registrado na delegacia de Itamari, onde alguns dos envolvidos no acidente foram ouvidos na manhã deste sábado. O motorista da Mitsubishi L200 preta fugiu do local após perceber a gravidade do acidente, deixou o tatu onde estava e não foi localizado pela polícia.

    Leia tudo sobre: engavetamentobahiateolândiamortos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG