Cerca de 400 pessoas entraram no distrito de Tapiramutá, espancaram o detendo até a morte e atearam fogo; ele era suspeito de matar para roubar rádio

Uma multidão de aproximadamente 400 pessoas invadiu a delegacia de Tapiramutá, na Chapada Diamantina, tirou um detento de sua cela, o espancou na rua até a morte e ateou fogo no cadáver. Apenas um guarda vigiava a delegacia.

Mais notícias da Bahia

Lucas Pinho de Jesus, 21, havia sido preso na madrugada de domingo. Ele era suspeito de assassinar um idoso cego de 83 anos para roubar um rádio.

"A multidão entrou aqui com paus, pedras, machados e picaretas. Não foi possível conter as pessoas", afirmou o policial Francisco Rocha. Durante a ação, dois presos escaparam da delegacia. Nesta terça, eles se entregaram à polícia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.