PF reforça efetivo em área do sul da Bahia onde índios invadiram fazendas

Ao menos 68 fazendas nos municípios de Pau Brasil, Itaju do Colônia e Camacan foram invadidas. Terras são disputadas com fazendeiros desde janeiro

Agência Brasil |

A Polícia Federal reforçou o efetivo na região do sul da Bahia onde, desde janeiro, índios disputam terras com fazendeiros e já invadiram 68 fazendas nos municípios de Pau Brasil, Itaju do Colônia e Camacan. Os pataxós reivindicam 54 mil hectares nessa região que seriam área de reserva indígena. O delegado da Polícia Federal em Ilhéus (BA), Rodrigo Reis, informou que 30 agentes do Comando de Operações Táticas (COT) já estão se deslocando para os municípios.

Saiba mais: Índios ocupam fazendas e mantêm ao menos 20 reféns no sul da Bahia

Reis disse no domingo (22) que esses policiais ficarão baseados em Pau Brasil e farão uma análise dos conflitos para saber se há necessidade de envio de mais agentes. Segundo ele, a PF, a Polícia Militar e a Polícia Civil da Bahia estão com efetivo nos três municípios há 15 dias.

"A situação não está com o teor de gravidade que estão passando. Todo e qualquer crime na região estão sendo computados como conflito de terra. Estamos com cautela e fazendo uma triagem (do que é crime comum e os que têm ligação com disputa de terras)", destacou o delegado. Ele ressaltou que "tudo será investigado e nada ficará sem análise".

Os municípios de Pau Brasil, Camacan e Itaju do Colônia ficam a cerca de 150 quilômetros de Ilhéus. As invasões são estratégia dos índios pataxós para garantir a posse da terra uma vez que aguardam julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), de ação de 1982 para retirada dos fazendeiros que ocupam terras que os índios consideram como parte de reserva indígena.

    Leia tudo sobre: índiosfazendaocupaçãobahia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG