A Secretaria Estadual do Meio Ambiente da Bahia, por meio do Instituto do Meio Ambiente (IMA), multou a Petrobras em R$ 30 milhões pelo vazamento de 2,3 mil litros de óleo, ocorrido no último dia 15, da Refinaria Landulfo Alves, no município de São Francisco do Conde, no Recôncavo Baiano. De acordo com a assessoria do órgão, a infração foi considerada gravíssima, com base na Lei Estadual nº 10.431, de 20/12/06, e o valor foi fixado depois de uma avaliação dos prejuízos ambientais causados.

Segundo a apuração dos técnicos do IMA, cinco quilômetros de praias da Baía de Todos os Santos e áreas de manguezal foram atingidas pelo óleo, "afetando gravemente a flora e fauna marinhas". A assessoria da Petrobras alega que a empresa ainda não foi oficialmente notificada sobre a punição e que as causas do vazamento estão sendo investigadas - o laudo técnico deve ficar pronto em até um mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.