BA anuncia corte no orçamento de R$ 600 mi anuais

O governo baiano anunciou hoje um contingenciamento de aproximadamente R$ 600 milhões no orçamento anual do Estado, que totaliza R$ 22,8 bilhões. Nosso objetivo é evitar que a crise econômica e suas consequências atinjam ações prioritárias do governo, afirmou o secretário de Planejamento, Ronald Lobato.

Agência Estado |

De acordo com ele, o corte foi definido ontem em uma reunião da Junta Orçamentária e vai atingir todas as áreas da administração.

"O que não vai ser afetado são as ações sociais prioritárias do governo, nas áreas da educação, saúde, segurança pública, os investimentos em infraestrutura e os projetos que têm verbas garantidas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com contrapartida do Estado", disse o secretário. "Vamos restringir, por exemplo, o treinamento de servidores fora do Estado", afirmou o secretário da Administração, Manoel Vitório. "É como no orçamento doméstico, sempre há alguma coisa onde se pode reduzir o gasto, como o telefone ou a energia elétrica."

Porém, de acordo com eles, tão logo o cenário econômico se estabilize, os gastos contingenciados voltarão ao orçamento. "Além disso, os fornecedores de produtos e serviços do Estado não precisam se preocupar, pois não terão dificuldades em receber", disse o secretário da Fazenda, Carlos Martins.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG