Avó vai ficar com menino abandonado em rodovia da BA

A Justiça baiana determinou que Rosenilda Oliveira passa a ter a guarda do menino de 2 anos que foi empurrado de um carro na BR-415, na saída de Itabuna, a 450 quilômetros ao sul de Salvador, na quarta-feira da semana passada. Avó por parte de pai da criança, ela entrou com o pedido no Juizado da Infância e da Juventude de Itabuna na segunda-feira, alegando que a família da mãe, Fernanda Souza Oliveira, de 18 anos, não teria condições de criar o menino.

Agência Estado |

Os parentes de Fernanda não entraram na disputa. De acordo com a irmã da jovem, Daiane de Jesus, Fernanda apresenta problemas psicológicos desde que sofreu um acidente automobilístico, no dia 31, e a família não tem condições de cuidar tanto dela quanto do filho. A polícia ainda não tem certeza de quem foi o responsável pela agressão à criança. Em depoimento à delegada do município, Sione Porto, Fernanda disse que deixou o filho com uma desconhecida, para que ela o levasse à avó, e não o viu mais.

Porém, uma testemunha do momento em que o menino foi atirado do carro, reconheceu Fernanda por meio de fotos. De acordo com a delegada, o autor da agressão pode ser indiciado por abandono de incapaz e até por tentativa de homicídio, em razão de a criança ter sido abandonado na margem da movimentada rodovia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG